Opinião: “Por que prefiro a DC Comics?”

Opinião - Por que prefiro a DC Comics

Quando converso com amigos que não tem o costume de ler quadrinhos, e conhecem super-heróis através do cinema, e digo que gosto mais da DC Comics, sempre me perguntam se eu não gosto da Marvel.

Confesso em dizer que tive meus momentos Marvete onde acompanhava histórias dos X-Men, Homem-Aranha e Wolverine, que são meus títulos preferidos da casa das ideias, mas meu lado DCnalta sempre foi mais forte. Onde muito dos heróis da Editora das Lendas me chamavam mais a atenção, junto com a sua era de prata que enche meus olhos até hoje. Superman sempre foi o meu super-herói preferido desde minha infância, e Batman com a sua série animada dos anos 90 me conquistava com seu clima sombrio, noir e vilões com backgrounds interessantes.

Para explicar com um modo plausível a pergunta do post e não ficar muito obvia a resposta, tenho que retroceder minha história de vida com os quadrinhos.

Antes de acompanhar quadrinhos, lembro-me em folhear algumas edições formatinho da Ed. Abril de Superman, Homem-Aranha e X-Men do meu tio mesmo antes de eu aprender a ler. Sempre que entrava em bancas de revistas junto com meu pai pedia-lhe para comprar um exemplar de Superman ou X-Men, que sempre paravam no lixo no dia da faxina em que minha mãe fazia em meu quarto. Triste final esses quadrinhos tiveram, hoje minha mãe sabe a importância dessas edições, que no futuro, quem sabe podem valer muito.

Na minha adolescência, com a ausência de mangás que chamavam a minha atenção – Acompanhava mangás desde o inicio dos anos 2000 – voltei a me interessar por quadrinhos de super-heróis e ainda por não trabalhar, comprava títulos alternados dos heróis de que mais gostava. Tanto titulos da DC Comics como da Marvel.

Mas o futuro me preparou uma.

Conheci um rapaz que havia se casado com uma prima minha, que é muito, mas muito Marvete. Ao contrário de mim, ele tem mais títulos Marvel do que DC Comics, e na época eu estava frenético em assistir os filmes da Marvel, em especial dos X-Men. Logo me tornei amigo dele. Engraçado lembrar que nossa amizade começou apenas ele me perguntado se eu curtia games e logo em seguida quadrinhos.

Eu demostrava o meu favoritismo, e defendia a DC Comics, ele demostrava o quando era Marvete e o quando gostava desde criança do Homem-Aranha. Para mim existia Liga da Justiça, para ele, Vingadores. Debatíamos sempre na esportiva, sem ofensas, diferente do que infelizmente acontece hoje nos fóruns pela internet.

Com o passar dos tempos, de tanto conversarmos sobre quadrinhos, de ele me apresentar arcos, mitologias, sagas e de me deixar ler alguns de seus quadrinhos, eu estava sendo apresentado ainda mais a mitologia do Universo Marvel.

Afinal de contas, ele já tinha lido muito mais histórias do que eu…

O que me fez pensar em trocar de lado e ir para o lado da Marvel, nem foi o meu amigo Marvete – Eu também tinha um amigo de escola DCnalta – mas sim os filmes do X-Men que eu tanto assistia na época. Descobri como uma mídia pode influenciar as pessoas. Além do mais, eu estava cometendo um grande erro em querer avaliar os quadrinhos pelos filmes. Pois são mídias e públicos totalmente diferentes. Ou seja, eu estava avaliando como um júri popular. Se a Marvel possuiu mais filmes, é porque é melhor do que a DC Comics, que tem poucos. Estava olhando quantidade e não qualidade – Vamos ser sinceros Marvetes, a Marvel tem uns filmes que nós fãs de quadrinhos fazemos questão de querer esquecer, mas isso também se aplica a DC Comics com os filmes do Batman de Joel Schumacher – e olha que The Dark Knight ainda nem tinha estreado nos cinemas para mostrar ao mundo que é possível SIM, fazer um filme de super-heróis sério, com temática adulta e mais plausível para a nossa realidade.

Em 2008, eu já estava acompanhando mensalmente a revista dos X-Men, um dos títulos que mais me chama atenção na Marvel – mais uma vez influenciado pelos seus filmes – e também o título do Superman.

Eu havia esquecido a importância e o quanto Superman foi para mim na infância, que em muitas ocasiões quando pequeno me espelhei no Homem de Aço. Mesmo sendo Marvete na época – esse título para fãs da Marvel sempre me incomodou – ainda lá no fundo eu continuava sendo um DCnalta.

De 2009 até 2011 não pude mais acompanhar quadrinhos como nos últimos tempos, por estar com atenção dedicada a trabalho e vestibular, mas sempre que eu podia me informava na internet o que estava acontecendo no universo dos quadrinhos.

No ano seguinte de 2012, Vingadores, Amazing Spiderman,e The Dark Knight Rises haviam invadido os cinemas. E no final das contas ambos me agradaram sendo um fã de quadrinhos, embora tenha pessoas que não gostaram do reboot do cabeça de teia. The Dark Knight Rises havia chamado a minha atenção mais ainda pelo desfecho da trilogia de Batman do Nolan e também me fez lembrar o reboot da DC Comics: New 52 – que optei por esperar chegar ao Brasil, para poder acompanhar através da nova numeração – Esses dois polos me fizeram refletir e lembrar o quanto eu defendia e tinha como favoritismo a DC Comics.

A revista que me fez voltar definitivamente a acompanhar a DC Comics foi a edição: Batman Especial – O Cavaleiro das Trevas, lançado pela Panini em 2012 – Relembrei o que seus super-heróis significavam para mim, o que me passaram durante todos esses tempos, o que me fez fã de Superman quando criança, os vilões cativantes do Batman, e a primeira heroína mulher: Mulher-Maravilha. As batalhas intergalácticas de Hal Jordan contra Sinestro, e ainda a Era de Prata da DC Comics que me enche os olhos até hoje. Reparei que a maioria dos super-heróis que eu gostava, era da Editora das Lendas, o ícone que eles representam ao heroísmo nos quadrinhos – Não que a Marvel também não faça isso – e sim Marvete, nós DCnaltas tratamos nossos heróis como um panteão de deuses mitológicos gregos.

Não tenho nada contra a Marvel, gosto de alguns títulos dela, mas para responder a pergunta do post em que tive que voltar tanto no tempo para escreve, eu prefiro os super-heróis da DC Comics pelo que eles representam para mim hoje e o que representaram mais ainda na minha infância. Algo que eu havia esquecido tempos atrás. Não optei por ter o título de DCnalta de volta por causa do filme The Dark Knight Rises, mas sim pelo reboot da DC Comics que me fez lembrar suas origens, histórias e a filosofia de seus super-heróis que tanto me cativaram. Com o reboot New 52, pude conhecer super-heróis do segundo escalão da DC Comics que me despertou ainda mais interessante pelos seus super-heróis.

Alguns podem até falar que agora com o reboot da Marvel, intitulado de Marvel Now – não quero passar a impressão que um reboot de uma é melhor do que a outra. – eu voltaria para a Marvel, mas digo já que esse reboot não me chamou a atenção, ainda mais que agora com um novo Homem-Aranha, que já não é mais o Peter Parker, e sim a mente de Doutor Octopus no corpo de Peter Parker não vejo interesse em ler agora. Talvez mais lá na frente se mudarem esse conceito, quem sabe.

Concluindo minha opinião final para este longo post, digo que estou confortável e satisfeito em ficar do lado azul da DC Comics, ao lado dos meus super-heróis preferidos de longa data. Sei que as duas editoras tem filosofias diferentes, heróis diferentes, histórias diferentes. As duas editoras aprenderam todos esses tempos coisas uma com a outra. Mas em minha opinião que vos escrevo hoje, eu conclui que eu acho a DC Comics melhor do que a Marvel. E fãs de quadrinhos, aceitem isso, pois é uma questão de gosto. E para quem teve paciência em ler este post até aqui no fim, resumo em um pequeno exemplo: Escolher qual editora de quadrinhos lhe representar no mundo nerd é igual para alguém ter que escolher um time de futebol. Fica aqui essa ideia.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s