Opinião: Arrow

Opinião - Arrow

Quem disse que no Universo DC – UDC – não existem heróis humanizados?

Por se referir em heróis humanizados no UNC, Batman é o mais lembrado. Mas logo em seguida me vem à cabeça também Oliver Queen, vulgo: Arqueiro Verde.

Este é o primeiro post que escrevo aqui no Dossiê Nerd dedicado em séries, e nada melhor do que começar essa categoria, escrevendo sobre uma série que tem sua origem nos quadrinhos. Na atualidade, acho que Arrow é a segunda série baseada em quadrinhos ao lado de The Walking Dead. Se eu estiver errado, me corrijam.

Neste post não escreverei o que se passou na primeira temporada, e nem especular o que pode ainda acontecer na segunda temporada. Deixarei isso para outro post, neste aqui vou escrever um pouco da minha opinião e o que gostei da série até agora…

Confesso que não conheço muito a origem e as histórias do Arqueiro Verde, mas a série Arrow me fez querer conhecer mais a mitologia do arqueiro favorito do UDC. Quando a série Arrow estreou na televisão norte-americana, li e ouvi falar a respeito de que a série era muito boa. Tive receio em começá-la a assistir e depois virar algo como foi o Arqueiro Verde de Smallvile. Eu já estava descrente com o Arqueiro no reboot New 52, onde Oliver Queen está muito parecido com Oliver de Smallvile. Amigos da faculdade me falam para assistir, pois era muito boa, intrigante e viciante. Mas mesmo assim não levei em consideração as palavras de meus amigos, pois muitos não leem quadrinhos, e assim não assistiram com o olhar crítico de um leitor de quadrinhos…

Então neste ano, conheço um novo amigo que lê quadrinhos e além do mais, é Dcnalta igual a mim. Ele me fala a mesma coisa, que a série é boa, fiel ao personagem e viciante. Essas palavras vindo de um leitor de quadrinhos e fã da DC Comics me fez querer então assistir a série, e ver com meus próprios olhos se realmente era tão boa assim como me falavam.

Logo de inicio no primeiro episódio quando aparece a mascara do Exterminador de Slade Wilson com uma flecha do Arqueiro no seu olho direito, senti que a série tinha potencial em sua história. Eu como sou um grande Dcnalta, ficava maravilhado em todos os episódios, onde apareciam pequenos Easters-Eggs de outros personagens do UDC, na tela ou quem era mencionado apenas com seus nomes. Para quem é fã do UDC, isso é um prato cheio. Slade Wilson, Dead Shot, Roy Haper, Speedy, Canário Negro e futuramente Flash.

A série é bem escrita e adaptada para a nossa realidade, o que me fez lembrar o Batman de Christophen Nolan. Como não conheço muito de Arqueiro Verde, não sei se tudo na série está totalmente fiel com os personagens dos quadrinhos – fãs do Arqueiro, por favor, se manifestem – mas adorei as pequenas modificações que fizeram para que os heróis ficassem mais “plausíveis” para a nossa realidade.

Só para lembrar algumas ideias: Oliver Queen pintar uma espécie de mascara nos olhos antes de usar a máscara de herói, sendo o mesmo apenas um vigilante no inicio. Os dispositivos sonoros hipersônicos que a Canário Negro utiliza em vez ter aquele grito supersônico dos quadrinhos. Dead Shot sem utilizar aquela roupa fantasiosa demais, e utilizar apenas o dispositivo de lente vermelha em um de seus olhos. E por fim Slade Wilson: O Exterminador. Não sei quem não gostou, mas em minha opinião o ator que foi escalado para interpretá-lo está fazendo um ótimo trabalho. Gosto do personagem criado por Jorge Perez e acho que a adaptação dele está mais do que perfeita, desde a parte que aparece outra pessoa utilizando sua vestimenta e máscara na ilha, como também depois, quando ele aparece com a tapa olhos e cabelos meio grisalhos nas pontas.

A série ganhou meu respeito e minha atenção. Estou viciado em assisti-la desde quando comecei a ver a primeira temporada. Ainda mais agora que saiu na internet a notícia que a Warner Bros também vai fazer uma série do Batman, intitulada apenas como Gotham – aprovei esse título – e as primeiras imagens da futura série do Flash que se originou do personagem Barry Allen que apareceu rapidamente na série Arrow. Para o delírio do fã do velocista escarlate. Estou torcendo e muito ansioso para ver essas produções. Se a Warner Bros pretende continuar assim, e fizer séries de seus heróis antes de gravar o filme da Liga da Justiça, eu aprovo esta ideia. Pois em séries pode-se desenvolver mais a história de personagens tão icônicos como são os da DC Comics. E além do mais não copiar a ideia da Marvel, que fez filmes separados de cada integrante dos Vingadores e que alguns não foram tão bem-sucedidos em seus roteiros.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s