Author Archives: André M. Fernandes

Opinião: O futuro da Warner DC nos Cinemas

Opinião - O Futuro da Warner DC nos Cinemas

Depois do lançamento do filme Homem de Aço no mercado de homevideo, me lembrei de resgatar este post que eu já havia pensado em escrever antes.

É de se notar que a Warner vem se preocupando em fazer a sua gama de super-heróis nos cinemas depois do fim da franquia de Harry Potter. E por falar nisso, é claro que não irei de deixar de mencionar a trilogia The Dark Knight que Nolan carrega em suas costas.

Com a conclusão da Trilogia de Nolan, a Warner vem querendo fazer a mesma investida que a Marvel Studios fez com seus heróis e o bem-sucedido Vingadores. Agora com o Superman atual, de certa forma e de um modo diferente, a Warner quer criar seu universo de heróis juntando o Superman para lutar contra o Batman nos cinemas. E na televisão seguindo adiante com a bem sucedida série Arrow. Anos atrás os DCnaltas chegaram a saber da especulação que viria um filme da Liga da Justiça, mas até agora nada do então prometido filme. Alguns dizem que o filme começou a sua produção, mas fora cancelado.

Continue reading

Opinião: Arrow

Opinião - Arrow

Quem disse que no Universo DC – UDC – não existem heróis humanizados?

Por se referir em heróis humanizados no UNC, Batman é o mais lembrado. Mas logo em seguida me vem à cabeça também Oliver Queen, vulgo: Arqueiro Verde.

Este é o primeiro post que escrevo aqui no Dossiê Nerd dedicado em séries, e nada melhor do que começar essa categoria, escrevendo sobre uma série que tem sua origem nos quadrinhos. Na atualidade, acho que Arrow é a segunda série baseada em quadrinhos ao lado de The Walking Dead. Se eu estiver errado, me corrijam.

Neste post não escreverei o que se passou na primeira temporada, e nem especular o que pode ainda acontecer na segunda temporada. Deixarei isso para outro post, neste aqui vou escrever um pouco da minha opinião e o que gostei da série até agora…

Confesso que não conheço muito a origem e as histórias do Arqueiro Verde, mas a série Arrow me fez querer conhecer mais a mitologia do arqueiro favorito do UDC. Quando a série Arrow estreou na televisão norte-americana, li e ouvi falar a respeito de que a série era muito boa. Tive receio em começá-la a assistir e depois virar algo como foi o Arqueiro Verde de Smallvile. Eu já estava descrente com o Arqueiro no reboot New 52, onde Oliver Queen está muito parecido com Oliver de Smallvile. Amigos da faculdade me falam para assistir, pois era muito boa, intrigante e viciante. Mas mesmo assim não levei em consideração as palavras de meus amigos, pois muitos não leem quadrinhos, e assim não assistiram com o olhar crítico de um leitor de quadrinhos…

Continue reading

Opinião: Como começar a ler quadrinhos?

Opinião - Como começar a ler quadrinhos

Se existe algo que gosto igual em relação a games, são quadrinhos.

Não me considero um especialista em quadrinhos para realmente fazer jus ao título do post, mas o que escreverei aqui tem a função de ajudar a quem queira começar a ler quadrinhos se baseando na experiência como leitor que tive.

Esses últimos dias eu estive relendo vários quadrinhos, a maioria Batman, e tive essa ideia para um post. Acompanho quadrinhos mensalmente a mais ou menos dois anos seguidos, antes disto eu apenas comprava alguns títulos ou outros – em geral Superman ou X-Men – e algumas edições especiais de histórias fechadas. Mas nada como poder trabalhar e receber seu próprio dinheiro para resolver nos ajudar a manter a coleção todos os meses…

Quando aconteceu o novo reboot da DC Comics, e os Novos 52 chegou aqui no Brasil, vi como uma oportunidade de poder começar a acompanhar os quadrinhos da DC Comics com numeração nova e universo reformulado para novos leitores.

O que sugiro primeiro aos novos leitores logo de inicio, antes de tudo é escolher qual editora de quadrinhos escolherem para ler e não deixar de verificar qual se encaixa melhor em seu perfil. Levando em consideração os seus tipos de heróis e histórias que você mais goste. Eu particularmente escolhi a DC Comics.

Continue reading

Opinião: Homem-Aranha Superior – Primeiras Impressões

Opinião - Homem-Aranha Superior

Para quem já leu meus posts a respeito de quadrinhos, já perceberam que sou um grande DCnalta. E como mencionei antes, eu já me aventurei no Universo Marvel. Meus heróis preferidos da Casa das Ideias é o cabeça de teia Homem-Aranha e o mais famoso grupo mutante da Marvel, os X-Men. Então para quem é Marvete e achava que eu nunca escreveria nada a respeito da Marvel aqui, vocês se enganaram.

Após acontecer o reboot da DC Comics intitulado New 52 – Novos 52 no Brasil – onde todas as suas edições recomeçaria a partir da edição número #1. A Marvel anuncia um tempo depois algo parecido intitulado como Marvel Now – Nova Marvel no Brasil – mas que diferente da DC Comics não faria suas histórias totalmente do “zero”. Será?

É aquele blá blá blá de sempre, dizendo que era para atrair novos leitores…

No inicio quando fiquei sabendo que o Homem-Aranha dessa nova revista – chamada Superior Spiderman – seria o Dr. Octopus, ou melhor, a mente de Dr. Octopus no corpo de Peter Parker junto com a memória de Peter, falei: “Que merda é essa? O que a Marvel está querendo fazer?”.

Continue reading

Opinião: “Por que prefiro a DC Comics?”

Opinião - Por que prefiro a DC Comics

Quando converso com amigos que não tem o costume de ler quadrinhos, e conhecem super-heróis através do cinema, e digo que gosto mais da DC Comics, sempre me perguntam se eu não gosto da Marvel.

Confesso em dizer que tive meus momentos Marvete onde acompanhava histórias dos X-Men, Homem-Aranha e Wolverine, que são meus títulos preferidos da casa das ideias, mas meu lado DCnalta sempre foi mais forte. Onde muito dos heróis da Editora das Lendas me chamavam mais a atenção, junto com a sua era de prata que enche meus olhos até hoje. Superman sempre foi o meu super-herói preferido desde minha infância, e Batman com a sua série animada dos anos 90 me conquistava com seu clima sombrio, noir e vilões com backgrounds interessantes.

Para explicar com um modo plausível a pergunta do post e não ficar muito obvia a resposta, tenho que retroceder minha história de vida com os quadrinhos.

Continue reading

Meu primeiro post

Antes de tudo, pensei em como e, em o que escrever para começar este blog…

Então parei e decidi em começar com o título “Meu primeiro post”.

Mesmo sendo esse título para muitos um “clichê”, vi como oportunidade de descrever como penso em levar este blog adiante e ainda mais, no que penso em escrever nele.

Antes de criar o Dossiê Nerd, eu já escrevia em outro blog falando desse universo vasto que aborda hoje o conteúdo nerd. Sempre gostei de escrever informação com seriedade, descontração e originalidade. Para não deixar o leitor cansado e terminar desistindo de ler o post até o final.

Mas aí você deve esta se perguntado: “Então porque você André deixou de escrever no blog que você já escrevia antes?”.

Pode ser simples para muitos, mas eu já tinha perdido tal controle no que escrevia no outro blog que depois que parei para refletir não tinha como eu deixar de um modo organizado o que já havia feito. Eu não queria deixar de “blogar” o que gosto e muito menos excluir posts que eu considero muito bons. O que decidi foi criar outro domínio, para que o endereço deixasse mais claro no que o blog iria se dedicar a falar. O que pretendo fazer é pegar os melhores posts desse meu antigo blog e passar um pente-fino, modificar, adaptar e atualizar esse posts para publicar de um modo que fique mais organizado e dedicado à qualidade, e não a quantidade. Claro que pretendo escrever coisas novas, é obvio…

Antes de publicar este post, pretendo já ter pelo menos dois posts já prontos, para o caso de eu sem querer entrar em um hiato e deixar o blog de lado por motivos próprios. Todos nós sabemos como o mundo de hoje em dia é uma correria, tanto quem faz faculdade, cursinho ou trabalha. Não prometo também publicar todas as semanas, mas não pretendo abandonar o blog.

Pretendo escrever meu posts seguindo a linha de crônicas, segundo como diz o dicionário Aurélio: “(…) 3.Texto jornalístico redigido de forma livre e pessoal.(…)”. Expressando em algum deles minhas opiniões a respeito do assunto. Sei que vai ter leitores que concordam que não concordam e os meios termos com o que eu vou escrever. Alias o blog não é mesmo meu?

De modo algum quero ofender a opinião e o gosto de cada um, afinal, gosto cada um tem o seu.

Posts com os títulos, por exemplo:

                -DC Comics VS Marvel

                – Nintendo VS Sega

                -Game of Thrones VS Lord of the Rings

                -Nerd VS Otaku

                -Final Fantasy VII VS Final Fantasy VIII

                -RPG`s VS MMORPG`s

                -Quadrinhos VS Mangás

                – Superman VS Spiderman

                -Liga da Justiça VS Vingadores

                -StarWars VS StarTrek

Enfim, não quero provoca nenhuma guerra nem reviravolta entre as pessoas. Nós temos que aprender que gosto cada um tem o seu e PRONTO! Sei que quando escrever muitos desses posts vou esta puxando a sardinha para algum lado, mas enfim, é o MEU gosto. Se o leitor estiver interessado em expor sua opinião a respeito do post ou do assunto, fique a vontade em escrever um comentário que irei ler com todo o prazer. É sempre bom fazer essas comparações de forma saudável e amigável sem ter que ofender e descriminar as pessoas por ter gostos diferentes. Já vi em muitos blogs e fóruns o pessoal se matando de xingamentos e ofensas, por causa de uma opinião diferente das demais. Eu mesmo já passei por isso e continuo tendo a mesma opinião de antes. A pessoa que me falou mal não me fez mudar de ideia do mesmo jeito, e ainda pior, me fez criar uma imagem mal educada dela…

Bem, o que posso esperar de agora em diante é que quem encontrar este blog quer seja pelo Google, pelo Facebook, ou indicação de alguém, que se gostar do que escrevo não deixar de retribuir comentando e divulgado para seus amigos nerds. 

Vida longa, e próspera.